domingo, 31 de julho de 2011

formspring.me

Faça Uma Pergunta http://formspring.me/lucascampeche

Diário de um Profeta....Moderno.. Parte 2


Ele se levantou lentamente, e a multidão ficou em silêncio.



 Esforçando se para ouvir, os que estavam atrás inclinaram-se para frente. 
A atmosfera era electrizante. 
Ele falou;  e suas palavras, cuidadosamente escolhidas voaram  como flechas velozes a encontra o alvo.
 O grande homem, porta-voz de Deus, estava advertindo- e condenado. a multidão tornou-se inquieta - mudava de posição cerrava os punhos rangiam os dentes e murmuravam.
 Alguns concordavam com a mensagem  assentindo com  a cabeça e chorando silenciosamente. 
A maioria entretanto estava irada, e começou a responder com insultos e ameaças.



 Assim era a vida de um profeta e assim ainda e a vida de um profeta 

Pensar



o que entendemos por pensar? A maioria diz que pensar e simplesmente “viaja na maionese” mais o sentido etimológico da do termo, pensar que dizer "sopesar" por na balança para avaliar algo ou aquilo sobre o qual estamos reflectindo, analisando, criando, ou buscando respostas



Diferente dos outros seres vivos, o homem e o único ser que tem capacidade de construi pensamentos através de palavras faladas ou escritas, ele pode cria historias, fatos ou qualquer outra coisa simplesmente do zero, diferente dos outros seres vivos que somente tem lampejo de suas memorias eles não reflectem, não analisam, e não julgam as questões envolvidas eles simplesmente agem  são movidos por acções irracionais, o homem e movido por acções e pensamentos  sejam voluntários ou involuntário, tornando a frase  “ Penso logo existo  “ uma realidade em sua vida.
Nos somos obrigados a pensar, e uma necessidade do homem  natural pois assim como respirar, ou se alimentar são coisas naturais no ser humano para sua vida o pensar também e. Nos somos levados a isso voluntariamente ou involuntariamente
Somos levados voluntariamente a parti do momento que paramos para cria algo, para reflecti, para analisar, para julga , para decide, para aprender, para ler, etc... são varias as causas que nos levam pensar voluntariamente
Mais há também o pensamento involuntário aqueles ao qual  não produz nem malefícios nem benefícios para o homem, os famosos pensamentos neutros da frase “ nem concordo nem discordo muito pelo contrario “ são pensamentos que ocorrem geralmente quando não estamos interessados em nada ou simplismente estamos  relaxando ou nos distraindo ou fazendo algo que nos não gostamos e não temos aptidão para aquilo
No dia a dia nossa mente trabalha em varias áreas do pensar  ao ler um livro ao toma uma decisão, ao assisti TV, ao ouvi uma estação de radio,  ao acessar a Internet e tantas outras coisas do dia a dia que  leva a nossa mente a produzi pensamentos bons, maus neutros, e guarda los tudo em nosso subconciente. O subconciente humano e  o maio hd que existe pois tudo que nos pensamos que foi deletado da nossa vida se encontra la pronto para nos trazer duvidas do passado e tantas outras coisas não resolvidas podemos chama o subconciente de área dos pensamentos mortos.
As ferramentas do pensa  se resume em

* Pergunta : a origem do pensamento onde são dirigidos a nossa atenção aonde nos, voltamos para tentar compreender e encaixa os fatos a nossa volta ou algo ou alguma cosia que nos levou a exercer  esse pensamento..

*Problema: como dizem por ai  fora “ o pensamento foi criado para trazer problemas para a sociedade não problemas novos e sim problemas que antes nos ignoravamos” essa ferramenta  do pensar leva a enxerga alem daquilo que nos foi posto ou que criamos, fazendo olha os dois lados da moeda, esse ponto do pensamento e um ponto muito delicado pois muitos pensadores perdem o interesse por não sabe como lidar com o problema apresentador ou criador pelas perguntas. Mais para isso nos temos uma outra ferramenta chamada

* Analise :  a analise serve para esta a par da situação tirando todo e qualquer interferência  sobre o assunto, deixando apenas um pensamento frio e cego e que não faz acepção dos fatos,  não tomando nada em consideração, a não ser a verdades apresentadas de ambos os lados os seus pontos negativos e positivos , posto numa balança que vai defini o que verdade e o que e mentira , ambos os lados colocados em uma balança definida sobre os nossos próprios valores ou sobre um valor  superior que e o da Palavra de Deus. ( ou como alguns teimam em dizer a religião)

* Resposta: as respostas são os pontos finais ou de continuação como assim desejar. E são os pontos mais difíceis pois uma reposta sempre gera uma pergunta assim recomeçando esse ciclo do pensamento novamente
assim como na citação “ o homem não devia ser medido pelas suas respostas e sim pela suas perguntas , pois as perguntas revelam aquilo que realmente ele pensa sobre o assunto e a reposta bem as reposta são maquinagem que as vezes colocamos em algumas mentiras para terem caras de verdade”

Bem pra finalizar vou deixa pra vocês uma frase dita pelos Maior pensador do universo, ao qual tem a verdade absoluta sobre si e que nunca foi apanhador de surpresa por nenhuma perguntar tola feita pelo homem


 “”1 Corintios 2: 16  Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo”.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Fugar

Tem dias que da vontade de fugir ,de ir pra longe, pra um lugar onde ninguém nos encontrara, nesses dias nos nos  isolamos, em um mundo de ilusão que criamos dentro de nos mesmo,  um mundo que não pode  nos  ajuda em nada, e passamos horas viajando em pensamentos inefáveis  e inexpressíveis, ainda bem que quando me da essa vontade de fugi, se esconder ,cava um buraco no chão e se enterra para que ninguém,  me  veja eu lembro que tenho um abrigo Seguro onde nada me alcançar ,nem sofrimento nem dor, nem paixões do passado, nem erros do presentes ou qualquer outra coisas que nos faça sofre e querê fugir, onde depositamos todos nossos problemas  esse lugar e nos braços de Cristo,  La  eu posso Descansar seguro sem te que fugir dos meus problemas!

Mascaras..

Mascaras todos nos usamos o que nos difere não são as mascaras que usamos e sim quem esta por de trás delas. Quem e você alem dessa mascara?
O amor arranca as máscaras sem as quais temíamos não poder viver e atrás das quais sabemos que somos incapazes de o fazer.
A habilidade de ver por detrás das mascaras, é um dom que atrai multidões e afasta multidões. Atrai multidões de sinceros e afasta multidões de falsos.
Se Deus nos deu uma face,por que as pessoas usam mascaras?
Nossa sociedade hoje esta tão acostumada a se adaptar aos outros que pra cada expressão nossa temos uma mascara apropriada...
Mais o que eu me pergunto e!  O que faremos quando estivemos diante do grande Juiz   e que todos estiverem nus, todos estiverem sem mascaras? somente você e o criado pondo todas as cartas na mesa, sem truque sem blefe apenas o seu verdadeiro eu exposto a todas as pessoas que já viveu na face da terra?

Porque não há coisa oculta que não haja de manifestar-se, nem escondida que não haja de saber-se e vir à luz.Lucas 8:17

Jesus Irresistível Amor





1ª João 4:18

No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.





Amor nao é sentimento, nao é uma palavra, é atitude. Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigenito pra morrer em nosso lugar, (João 3-16). Amar é deixar de fazer nossas vontades, pra fazer a vontade de Deus, amor é deixar de ser, para dar a oportunidade para que outra pessoa SEJA. Amor é olhar outra pessoa e valoriaza-la é ver beleza nela. Amor é agir com tolerancia, paciencia, é você abrir maão do egoísmo, da indiferenca e olhar as pessoas que estão em sua volta, amor é algo coletivo, algo em comum, não é algo pra ficar em nós mesmos! amor é sofrimento, é sacrificio é renuncia. Amor nao é sentimento, nao é uma palavra, é atitude. 

Vemos essa atitude em Jesus, quando ele se entregou na cruz por amor à mim e á você. 

Eu te amo, tudo bem?
Infelizmente estamos assim hoje, as palavras EU TE AMO estao banalizadas como um "OI", "BOM DIA". Dizer EU TE AMO, está na moda, todos falam, mas poucos sabem o significado da palavra AMOR. Aposto que a maioria que diz EU TE AMO, não morreria por alguém ('Nem' por familiares, enfim).

Acredite no amor verdadeiro, de alguem que seja capaz de morrer por voce.
Acredite em um AMOR INCONDICIONAL.
Acredite no amor de DEUS.

Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. 1 João 4:8
E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. 1 João 4:16.

Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 1ª João 3-1
8

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A Questão e Avivamento Estamos Pronto?




Avivamento uma palavra comum em nosso dais, pois aonde se vai diz-se que a nação precisa de avivamento bem o problema não e o avivamento e sim como mantelo  pois por mais que Deus nos agracie com um avivamento se nos não tivemos a maturidade necessária para lidar com isso seria como se nos não tivéssemos nada.. seria como uma criança com um diamante nas mãos em meio a varias  pedras igual ao diamante mais sem valor, ou seja nos não saberíamos da valor não saberíamos como preserva o avivamento para gerações futuras,  nos queremos avivamentos mais não temos capacidade para recebe-lo ainda não estamos prontos, ainda somos carnais, ainda tem varias áreas da nossas vida que nos dominam ao invés de domina-las como diz a palavra " o pecado não terá domínio sobre vós" eu sou um exemplo disso se Deus derramasse suas bençãos sobre min hoje eu perderia todas elas por entres meus dedos pois eu ainda não sou capacitado para recebe-las ....
eu estou em meio a uma difícil decisão larga tudo por amor a Cristo por amor ao Evangelino, e considera todas as outras coisas  como refugo (Esterco) ou viver minha vida normal e faze de contar que esta tudo normal esta tudo indo bem esta tudo  pronto para rebe um avivamento... para muitos de cara iam dizer vou larga tudo por amor ao evangelho mais só de boca pra fora, você não vão deixar sua cama quentinha de madrugada, para ajuda um morador de rua, um usuário, ou uma prostituta ou ate mesmo uma pessoa perdida em pecados, nas maiorias das vezes quando dizemos vou larga, nos nos prendemos mais as essas coias pois assim e ser humano e sua natureza carnal inimiga de Deus e amigo dos prazeres da carne  ....

Que Deus  nos ajude a ter a maturidade necessária para recebemos o avivamento.

Termino esse post com uma musica muito linda  e um trecho da palavra que serve de alerta para nos Cristãos


Quando o Vento Soprar

Tino

Sopra espírito, levanta os caídos
Restaura as feridas, dores antigas
Vem pra curar
Sopra espírito, trazendo vida
Junta os pedaços
Já ouço ruídos do teu agir

Faz levantar do vale
Põe de pé os ossos secos
Com teu poder, vem restaurar
Da multidão de caídos
Faz senhor, um povo forte
Marchar sobre a terra, quando o vento soprar

Quando o vento soprar
Tudo vai se mover
Tudo volta ao lugar
Quando o vento soprar (2x)

Sopra espírito, trazendo vida
Junta os pedaços
Já ouço ruídos do teu agir

Faz levantar do vale
Põe de pé os ossos secos
Com teu poder, vem restaurar
Da multidão de caídos
Faz senhor, um povo forte
Marchar sobre a terra, quando o vento soprar



1 Corintios 3:  1 ao 3
E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo.Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis,Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?


terça-feira, 26 de julho de 2011

A essência do Ministério

A essência do Ministério

Alan Brizotti

Ministério é serviço. A palavra “ministro” vem do termo latino “minister”, que por sua vez, deriva de “minus”, ou seja, “menos”. O “minister” era o servo, o homem do serviço. Na antiguidade, havia o “minister cubiculi”, que era o servo encarregado de arrumar os quartos da casa; havia também o “minister vini”, que era o servo encarregado de manter as taças cheias de vinho nos banquetes. O ministro é chamado para servir.

Em João 13, Jesus dá o grande exemplo: deixa a mesa principal e parte para o serviço. Esse ato nos dá a dimensão maior do ministério: somos chamados para servir. O apóstolo Paulo mostra no texto de I Tm.6.11, uma lista de qualidades que o ministro deve ter: justiça, piedade, fé, amor, paciência, mansidão. Todas são qualificações para a prestação de um serviço digno.
Ministério não é vitrine para um desfile de uma personalidade doentia, marcada pela vaidade; não é para os viciados em bajulação. Ministério é para trabalhadores da seara, servos. Um pastor muito sábio dizia: “O símbolo do ministério é o avental sujo”.

Vejamos algumas dimensões do ministério verdadeiro:

1. Caráter: o fundamento do ministério (Fp.2.14-16)
2. Serviço: a natureza do ministério (II Tm.2.3, 4)
3. Amor: o motivo do ministério (Rm.12.9-11)
4. Sacrifício: a medida do ministério (Sl.40.5-9)
5. Submissão: a autoridade do ministério (Fp.2.5-8)
6. Glória de Deus: o propósito do ministério (I Co.10.30-32)
7. Palavra e oração: as ferramentas do ministério (Hb.4.11-13)
8. Crescimento da obra: O privilégio do ministério (Mt.13.31, 32)
9. Espírito Santo: o poder do ministério (Ef.5.18-20)
10. Cristo: o modelo do ministério (Hb.7.22-27)

Aristóteles, filósofo grego, costumava dizer: “Onde as necessidades do mundo e suas habilidades se cruzam, aí está sua vocação”. Vocação é aquilo que somos, não apenas o que fazemos. Aquele que não sabe ao certo quem é, não sabe ao certo o que deve fazer nem como fazer.

Vocação e chamado são duas faces da mesma moeda. Que moeda é essa? Propósito! O propósito de Deus para nós é o que nos chama, nos vocaciona para que nossas vidas sejam plenas de significado. Para que aquilo que somos seja a verdade maior, e assim, não nos tornemos uma contradição. Assim, não somos destruídos pelo vazio da atualidade e nem fazemos uma série de coisas para abafar o grito de socorro da alma.

Deus chama homens e mulheres marcados pela graça. Vocacionados pelo amor, chamados para a “boa obra”, o “bom combate”, que tenham desprendimento das “coisas desta vida”, e que saibam viver para a glória de Deus. Deus chama homens e mulheres que possam ser seguidos, que tenham as marcas da cruz. Uma frase muito sábia diz: “Liderar não é dar ordens, é ser seguido”.
Ministério é coisa séria.
Alan Brizotti é Genizah!


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz1TD38xSE7
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Teologia do Deus imperfeito, de Ricardo Gondim e Elienai Cabral

Teologia do Deus imperfeito, de Ricardo Gondim e Elienai Cabral

Por Leonardo Gonçalves


DEUS DE TÃO PERFEITO conheceu a plenitude do tédio. De tão cercado pelo idêntico a si mesmo, incapaz de dizer por que hoje não é apenas um reflexo de ontem, sem jamais ter sonhado com um outro dia, enfadado com a previsibilidade de um mundo impecável, inventou o amor. Ou seria, preferiu amar?[..] Deus, que do absoluto fugiu em desespero, que inventara o imperfeito, imperfeito se fez. Inventou-se entre os incertos. Aperfeiçoou a imperfeição. Humanizou-se entre humanos. De tão impreciso, despido das forças do absoluto, igualmente inapreensível, excepcionalmente frágil, tão vivo e tão morto, descortinou o absoluto como quem desnuda o que é mau. Imperfeito, salvou-nos da perfeição.

(Elienai Cabral)

Apesar da grande simpatia que tenho pelos teólogos existencialistas, os quais muitas vezes falam de teologia de modo mui apaixonado, me sinto impossibilitado de concordar com este texto do Elienai Cabral, no qual vemos um relato de um Deus impotente, escrachado, medíocre e pequeno, discurso totalmente contaminado pelo tal “teísmo aberto”,”teologia relacional”, ou ainda “impossibilismo”. É óbvio que a terceira nomeclatura é rejeitada pelos “teólogos abertos”, mas é a isso que ele conduz: impossibilismos.

Negando a soberania de Deus sobre os assuntos humanos, a presciência dos fatos e a onipotência divina, o teísmo aberto, teologia difundida no Brasil por Ricardo Gondim, Ed René Kvitz e Elienai Cabral, tira Deus do cenário e coloca um ‘espantalho’ em seu lugar.

Sei que os ensaios espiritualistas como este podem parecer poeticamente atrativos, mas as heresias que recheiam suas linhas são extremamente nocivas, e precisam ser combatidas.

Acerca dessa falsa teologia, Tomas C. Oden, em uma edição da revista americana Chistianity Today, declara:


“Conceber tal fantasia (um Deus finito e mutável) é incorrer em uma espécie de engano teológico cuja sutileza é maior do que se pode imaginar no que tange às explicações e conseqüências que tal conceito impõe à fé cristã”

O Deus que se abriu a um futuro desconhecido, este que segundo Elienai Cabral, se fez imperfeito… tão humanizado que deixou de ser divino, essa abstração teológica pregada por Gondim e Cia Ltda simplesmente não existe. Jamais existiu! Ao menos, não nas páginas da bíblia.

Meu amigo, o Deus da bíblia em nada se parece com essa pseudo-divindade humanista feita sob medida para filósofo ateu. O Deus bíblico é despótico, soberano, onipotente e onisciente. Ele não se abriu a nenhum futuro desconhecido: Ele sabe o fim desde o começo!


Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade; que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim. Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade. - Isaías 46.9-10

Louvado seja Cristo, o kyrios despotes – Soberano Senhor – aquele cujos projetos não falham, que vela pela sua palavra para que se cumpra, e que infalivelmente cumprirá tudo que prometeu.

***
Postou Leonardo Gonçalves, no Púlpito Cristão

Que Jesus você serve?

Que Jesus você serve?


Por Leonardo Gonçalves

Cada vez fica mais evidente a diferença entre aquilo que Cristo pregou e viveu, e aquilo que os seus discípulos pregam e vivem. Muitos “seguidores” de Cristo parecem ignorar diversos fatos da vida do Mestre, dando a clara impressão de servirem a outro Jesus, que não é o da Bíblia.

Os crentes da atualidade ensinam uma religião hedonista, onde Cristo não é o salvador da alma, e sim o salvador “da pele”. O objetivo principal dessa religião não é ser salvo ou agradar a Deus, mas desfrutar de todas as benesses de uma vida religiosa. Promete-se uma vida de abundante felicidade e isenta de enfermidade ou dor, um verdadeiro oceano cor-de-rosa! Não há nele qualquer menção ao sofrimento, afinal, os filhos de Deus não sofrem nunca, e jamais serão pobres: “Nosso Deus é o dono do ouro e da prata” [1], dizem, ignorando completamente que esse ouro é dele, e não nosso. A dissonancia desse Cristo triunfalista é obvia: Jesus nos chamou para serví-lo, e não para servir-nos dele. Ele disse: “Quem quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a cada dia a sua cruz, e siga-me”[2]. E no tocante ao Reino, ele foi bastante sincero ao dizer que o seu “Reino não é deste mundo”[3].

Aqueles que pregam este cristianismo hedonista dizem que ninguém jamais saiu triste da presença de Jesus, pois ele sempre correspondeu às expectativas dos seus seguidores. Eles ignoram o caso daquele jovem rico, que ao ter seu coração descoberto e sua avareza desvelada, afastou-se de Jesus, triste de verdade [4].

Ora, o Evangelho não são benesses temporais, mas uma vida atemporal, no céu. Não é satisfação para os nossos prazeres, e sim a mortificação da nossa carne. Aqueles que pensam que Jesus é um grande solucionador de problemas, um Silvio Santos gospel a jogar aviãozinhos de dinheiro para o auditório, estão muito equivocados. Os que assim procedem, definitivamente, não conhecem a Jesus.

Agora, se por um lado há aqueles que pensam que Jesus é um Silvio Santos celestial, por outro há também quem pense que ele é um fariseu enfurecido cheio de raios nas mãos, pronto para dispará-los sobre as cabeças daqueles que tiverem qualquer comportamento não-religioso. O pior é que nesse exacerbado zelo, eles acabam optando por um ascetismo hipócrita, isolando-se das pessoas e vendo o mundo como um inimigo, e não como objeto do amor de Deus e como nosso campo missionário [5]. Tais crentes comportam-se como separatistas radicais, fazem violência a individualidade humana ao impor uma série de proibições absurdas, como “não toques, não proves, não manuseies” [6], e se esquecem que Jesus não foi um abitolado que se escondia das pessoas por medo de se contaminar: ele comia com os publicanos pecadores, participava de festas [7], e abriu seu ministério com um milagre sem igual: transformou 600 litros de água em vinho da melhor qualidade! Os neo-fariseus, no entanto, passam de largo por estes textos, preferindo uma fé míope e legalista, do que viver a plena liberdade que Cristo nos oferece. Para os tais, um Cristo que bebe vinho, come com pecadores e é amigo de prostitutas, definitivamente é carta fora do baralho. Aliás, a própria menção da palavra “baralho” é suficiente para provocar-lhes escândalo.

Olho para ambos grupos com uma profunda tristeza em meu coração, pois percebo que nenhum deles compreendeu ainda a essência do evangelho. Como é difícil a moderação! Qualquer que seja a época, a tendência da igreja (instituição) é sempre polarizar: ou legalista, fariseu e xiita, ou liberal, hedonista e leviano. O bom senso, velho árbitro da moralidade, está em falta na prateleira do mercado religioso.

Contudo, o mais deprimente é ver que ambos grupos não conhecem a Jesus. Eles dizem conhecê-lo e até serví-lo, mas na verdade eles adoram um ídolo. Sim, um ídolo forjado por eles mesmos, uma divindade de Edom, feita sob medida para satisfazer suas concupiscências e prazeres mundanos. Ou um outro totalmente diferente, mas igualmente destrutivo, um divinade xiito-farisaica, produto de uma consciência culpada que deseja comprar o favor de Deus mediante a autojustificação e uma “santificação” alienígena, que está muito mais relacionada ao corte de cabelo e com as vestimentas, do que com o caráter, pensamentos e atitudes de Cristo. Ambos pisam a graça divina, pois se o hedonista não pensa nas coisas espirituais e anela um céu na Terra, o legalista deseja até morar no céu, mas não está disposto a confiar na graça barata, na graça de graça: ele quer pagar o direito de piso. Simonista, ele espera comprar o Dom de Deus mediante a observância de certas práticas que, “apesar de parecerem sábias, uma verdadeira demonstração de humildade e disciplina, não tem nenhum valor para controlar as paixões que levam à imoralidade” [8].

Contrastando com o Jesus fariseu e com o Jesus libertino, está o Jesus bíblico. Olvidado e desprezado, já quase não figura nos púlpitos do nosso país. Cada vez mais me convenço de que o Brasil ainda é um campo missionário, pois apesar do assombroso crescimento dos cristãos evangélicos, apenas uma pequena parcela demonstra conhecer o Cristo da bíblia, o qual é “uma pedra de tropeço e uma rocha de escândalo”[9]. Muitos tropeçam, se escandalizam e caem, mas a Providência de Deus afirma: “Quem crer nele não será confundido”[10], e é por isso que, por mais que me apresentem um outro Cristo, e ainda que esse Cristo genérico faça chover milagres do céu, não abro mão das minhas convicções. Eu sei em quem tenho crido. Eu cri no Cristo. Jamais poderão me confundir!

***
Notas: 1. Ag 2.8 / 2. Mc 8.34 / 3. Jo 18.36 / 4. Mt 19.22 / 5. Jo 3.16 / 6. Cl 2.21 / 7. Jo 2.1 / 8. Cl 2.23 / 9. Rm 9.33; 1Pe 2.8 / 10. Rm 9.33

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Desabafo


Que coisa chata parem de bota pressão em min 
eu não sou o Superman ou uma maquina ..
não e por que eu sou desenvolvido em uma areá que eu tenho que ser em todas

parem de tentar decidirem minha vida
so Deus sabe o que eu vou ser.. 
eu sou de carne osso..
igual a qualquer um não crie expectativas sobre min
pois eu sou falho 
Eu peco eme arrependo
as vezes eu fujo quando era pra lutar
eu guardo quando era pra distribui
So Deus pode me livra do corpo dessa morte
e por suas causa que eu me santifico...

O pecador não terá domínio sobre vós

Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.Romanos 6:14


Ao lemos o texto acima escrito pelo apostolo paulo aos romanos, ele  faz uma afirmativa aos Cristãos em todo mundo de  que eles ja são livres do pecado pois ele ao nascerem de novo pra Cristo e morrerem para o mundo eles estão debaixo da graça.. 

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.2 Coríntios 5:17

como Cristo deixa bem claro que ao estamos em Cristo nos tonarmos  nova criatura, com novos ideias, novas vontades, e nos livramos do jugo do pecado e estamos sobre o Domínio de Cristo, mais o que muitos não entendem e que ao passarem a ser nova criatura e esta sobre o domínio de Cristo, tudo o que nos cristãos fizemos tem que esta sobre a direção de cristo, tudo tem que apontar para cristo tudo tem que exaltar ao nome de Cristo...

Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.1 Coríntios 10:31

então pois por que se entrega as concupiscências da carne, dando ouvidos a espíritos malignos deixando o velho homem renascer em seu ser? 
vivendo debaixo da lei, vocês querem por acaso volta a sua vidas medíocres sem esperança e debaixo da ira de um Deus Santo e Justo....



quinta-feira, 21 de julho de 2011

Eu te amo


Inseguro eu agi sem pensar
não imagina que eu pudesse te feri
eu não queria te magoa
 e a distancia foi o que recebi
esqueça tudo que eu te  falei
o que eu te fez ate aqui
sem querer eu te machuquei
e depois me arrependi
 e tudo agora vai ser diferente
 pois o que sinto e realidade
Não sou muito novo e inconsequente
vou mostra que te amo de verdade


eu só preciso de mais uma chance
pra mostra que ainda não morreu
o sentimento que existia antes
o meu coração agora e seu

Deus conhecer o futuro da gente
 o começo o meio e o fim
eu não te conheci por acidente
foi o meu Deus que quis assim
 e se ama for uma decisão
então eu já me decidi
de ti seria o meu coração desde do primeiro dia que eu te vi

lembre-se que eu te amo
 e faço o que preciso for
 para esta do seu lado
e conquista o seu amor
vou fazê por você
coisas que antes nunca fiz
mesmo que seja impossível
só pra te fazê feliz
pois não consigo para pra imaginar
  outra mulher que não fosse você
que eu pudesse me casa
sem  depois  me arrepender
e nessa confiança construí em Deus
essa aliança por favor seja inteligente
diga sim que eu sou teu eternamente


Deus conhecer o futuro da gente
 o começo o meio e o fim 
eu não te conheci por acidente 
foi o meu Deus que quis assim
 e se ama for uma decisão 
então eu já me decidi
de ti seria o meu coração desde do primeiro dia que eu te vi

então eu mergulhei
nesse mar de indecisão
quase me afoguei só pra chama sua atenção!!!!


Deus conhecer o futuro da gente
 o começo o meio e o fim 
eu não te conheci por acidente 
foi o meu Deus que quis assim
 e se ama for uma decisão 
então eu já me decidi
de ti seria o meu coração desde do primeiro dia que eu te vi


Autor: desconheçido

terça-feira, 19 de julho de 2011

Cristo Doce Cristo...

Senhor Jesus, quantas vezes você me levantou quando eu cai.. quantas vezes estendeu a mão para min, quantas vezes me perdoo e me aceitou de volta, o Pai você e tão digno  maravilhoso e misericordioso não tenho como expressa meu amor por ti Pai.. eu não acho palavras para descrever como eu te amo e como tu e  o meu alvo principal de adoração elogios honra, amor, fidelidade,  e tantas outras coisas , você e apessoa principal em minha vida meu Senhor e Rei o meu salvador que me amou ainda quando eu era inimigo de Deus e amigo dos prazeres da carne você me vivificou antes eu morto em ofensas e pecado, você me vivificou e me salvou pela eleição da graça e tão bom saber que você me amava antes de eu te amar.. pois esse amor e um amor incondicional, um amor puro e genuíno você e o amor Pai como eu poderia retribui a ti por tudo que você fez por min não tenho prato , não tenho ouro, não tenho nada para te oferecer a não ser a minha vida Pai  eu sei que e muito pouco Pai se comparado ao que ganhei que foi a vida eterna.. mais eu viajo na janelas dos pensamentos e descubro a cada dia mais que seu amor por e sem limites.........

Te amo Jesus Cristo

Cristão Fanático? SOU SIM!

Hoje em dia o padrão "cristão convicto" que busca a santidade e os valores de Cristo acima de qualquer coisa e até as últimas consequências virou mesmo coisa de "fanático". Com tanta negociação de "cristãos" para agradar o sistema mundano, quando um cristão segue o padrão inverso ao que virou comum pra maioria, é o doido, o fanático, fundamentalista, extremista, NAZISTA, entre outros termos que eu ando ouvindo as tulhas de uns tempos pra cá.

Em vários países, ser cristão é sinônimo de "atestado de óbito". A perseguição nesses lugares é nua e crua, além de autorizada, levando irmãos nossos para prisões, julgamentos e mortes, as vezes até execuções sumárias, sem julgamento algum. No nosso país pseudolaico e pseudoliberal, em que "todos" têm direito à voz, o preconceito é velado. E talvez, acredito eu, por isso mesmo seja ainda mais difícil ser um cristão sério por aqui. Lá uma pessoa se torna cristã já sabendo que pode a qualquer momento ir pros braços do Pai antes do que esperava; aqui esse risco é talvez até nulo de isso acontecer (pelo menos até agora...), e com esse relaxamento nós as vezes relaxamos junto, ou seja, pra agradar amigos, pessoas, familiares, as vezes nos permitimos fazer coisas que contrariam nossa fé, ou passamos a concordar com convicções que não são as que vêm do Alto.

É bom deixar bem claro isso: Ou somos cristãos no significado pleno da palavra (similar a Cristo) ou não somos cristãos. Mesmo que desagrademos amigos, familiares, até "irmãos" da igreja, não importa, ser cristão é coisa séria. Ser "fanático" é melhor que ser JOIO. "Fanáticos" pro mundo e santos pra Deus é muito melhor que ser "legal" pro mundo e joio jogado no inferno por Deus! 

Postado originalmente em Destruíndo a Mentira.

sábado, 16 de julho de 2011

[PVE] Sexo antes do casamento, toques, masturbação e pornografia… É pecado?

Quando falamos sobre sexo antes do casamento, toques, masturbação e pornografia, a pergunta principal que muitos fazem é: “Isso é pecado?”. Creio que esse questionamento é bastante comum, embora uma resposta convincente seja negligenciada geração após geração. Então, humildemente, quero tratar disto de um modo intelectualmente honesto e indo direto ao ponto, sem enrolação, usando quatro textos-chaves, crendo que não há quem possa negar a verdade da Escritura.
“Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu; mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se” (1 Co 7:8,9).
O raciocínio de Paulo é bem simples. Ele está argumentando sobre a possibilidade de solteiros e viúvas abraçarem o celibato – o não-casamento. Em meio ao seu ensino, ele deixa um conselho curto e importantíssimo sobre desejo sexual. Mesmo que ele ansiasse que estas pessoas não casassem, ele sabia que alguns iriam sentir fortes desejos, correndo o risco de alguém não conseguir “conter-se”. O que essas pessoas deveriam fazer? Que atitudes aqueles que não têm força para conter sua sexualidade devem tomar? Masturbação para aliviar? Pornografia para relaxar um pouco? Dá uns “pega” na namorada? Nada disso. Paulo só apresenta duas escolhas para os que não conseguem vencer seu desejo: ou casa, ou se “abrasa” – o que outras traduções põem como “arder de desejo”.
O texto é bem claro, embora não o leiamos com a atenção devida na maioria das vezes. Você, jovem, tem desejos sexuais incontroláveis? Você se sente um poço de luxúria e está a ponto de explodir de vontade? Deus só te permite fazer duas escolhas: ou continuar assim ou se casar – suprindo todo o seu desejo do modo que Ele ensinou.
“Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará” (Hb 13:4).
Esse texto requer um pouco mais de atenção. O escritor usa uma linguagem que pode passar despercebida aos nossos olhos se não formos cuidadosos. Esse texto fala, basicamente, sobre sexo. Temos uma clara ordem para venerarmos, ou seja, prestarmos honras a dois ambientes sexuais intercambiáveis. Primeiro, ao matrimônio; segundo, ao leito sem mácula. Então, ele expõe que Deus julgará os que vivem uma sexualidade oposta ao que deveria ser honrado, ou seja, os que vivem em prostituição e os que vivem em adultério. Podemos perceber, sem muito esforço, que matrimônio é contrastado com prostituição e leito sem mácula, com adultério. Vamos olhar para essas duas oposições.
A segunda oposição é simples: percebemos que quando adulteramos, ou seja, traímos nossos cônjuges, pecamos contra o leito sem mácula – que, pelo texto, só pode ser o leito de um casal devidamente casado. Ou seja, toda relação sexual fora do leito de seu parceiro é um adultério (até mesmo as que não saem do campo da mente e do coração, segundo Mateus 5:27,28). Já a primeira oposição é o que chama nossa atenção de um modo mais específico: as atividades sexuais fora do matrimônio são consideradas como um ato de prostituição. Todo sexo que não ocorre dentro de um casamento é uma atitude prostituta – e digna do julgamento de Deus.
Amigo, toda atitude sexual que ocorre fora do casamento é considerado, neste trecho da carta aos Hebreus, como um ato de prostituição. A Santa Escritura ordena: “Fugi da prostituição”, e completa: “Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo” (1 Co 6:18). Fuja de toda atitude prostituta, fuja de todo ato sexual que acontece fora do matrimônio.
“Filho do homem, existiam duas mulheres, filhas da mesma mãe. Elas se tornaram prostitutas no Egito, envolvendo-se na prostituição desde a juventude. Naquela terra os seus peitos foram acariciados e os seus seios virgens foram afagados” (Ez 23:2,3).
O texto é muito simples. Deus está narrando para Ezequiel a história de duas irmãs por parte de mãe que se entregaram à prostituição nas terras egípcias, mesmo quando ainda jovens. O pronto principal que Deus ressalta sobre a prostituição daquelas moças é que “seus peitos foram acariciados e os seus seios virgens foram afagados”. Garotas, se o Senhor trata os “toques” de seu namorado como um ato de prostituição, que tal lutar contra isso como você luta contra o sexo em si? Diante de Deus, é o mesmo pecado.
“Fiz um acordo com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças” (Jó 31:1)
A Escritura testemunha sobre Jó, dizendo que ele era um “homem íntegro, reto e temente a Deus”, que “desviava-se do mal” (1:1). O próprio Senhor Jeová proferiu que não havia “ninguém… na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal” (1:8). Conhecendo as qualidade que Deus entregou a esse servo, vemos um exemplo disso no capítulo 31 do livro que conta sua história. Jó, expondo as próprias obras de justiça, diz que fez um pacto com sigo mesmo de “não olhar com cobiça para as moças”. O texto de Mateus 5:27,28 deixa claro que o cobiçar alguém já é, em si, um ato de adultério.
Como, diante deste ato de Jó, podemos tentar defender a pornografia como aceitável? Não podemos, de modo algum, ceder à nossas vontades carnais que pregam à nossa mente, dizendo que só observar não produz mal algum. Que digamos como o Salmista: “Não porei coisa má diante dos meus olhos” (Sl 101:3).
O que nós aprendemos com esses quatro textos bíblicos?
Vemos na primeira carta de Paulo aos cristãos da cidade de Corinto que só temos duas escolhas com relação aos nossos desejos: ou casar (que é o recomendado) ou arder em desejo. Masturbação, pornografia ou toques não são opções; ou casa, ou se abrasa.
Podemos perceber, pelo texto de Hebreus, que todo ato sexual que ocorre fora do casamento é uma prostituição; e que todo ato sexual que ocorre sem ser com seu cônjuge, é adultério. Então, todo auto-erotismo, sexo pré-matrimonial, preliminares e até masturbar-se quando sua esposa não está afim de ter relações são atitudes dignas do julgamento do Santo Deus.
Percebemos pela profecia de Ezequiel que tocar indevidamente em moças é um pecado de prostituição, mostrando, no mínimo, que o relacionamento entre um casal não-casado nunca deve passar de beijos e carinhos comportados.
Por fim, Jó nos ensina, com a própria vida, a não cobiçarmos as moças (ou os moços, conseguintemente); levando-nos a perceber que a pornografia ou o voyeurismo são atos pecaminosos que precisam ser mortificados em nossas vidas.
Então, amigo, gaste um tempo para lidar com tudo isso. Talvez você já considerasse esses atos como pecaminosos, então medite mais nestes textos e confirme mais as verdades que você já conhecia; se você não tem os pecados sexuais que foram apresentados aqui como realmente pecaminosos, leia os textos bíblicos apresentados aqui com cuidado e oração. Renda-se às verdades apresentadas nas Escrituras e viva a vontade do Pai.
Nota: Sei que esse tema é doloroso para a maioria dos jovens. Tratar esses pecados de um modo indiferente e com pouca compaixão é irresponsável e é uma atitude digna de julgamento severo. Não use essas verdades sem amor e nem use o amor como desculpa para diminuir a verdade. Talvez esse texto caia nesta condenação, mas é culpa de seu caráter mais técnico. Vide regra, mansidão é a melhor maneira de tratar escravos desta pecaminosidade. Não esqueça isso.
Por Yago Martins © Voltemos ao Evangelho.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...